Tag

Viagens

Navegando
VIAJAR BARATO PELO BRASIL

Viajar pelo Brasil é algo que muitos consideram um sonho impossível, seja pela falta de tempo ou, em muitos casos, por conta dos custos. O que muitos ainda não sabem é que é possível sim fazer uma viagem que cabe no orçamento e conhecer as belezas desse nosso país.

Então pode preparar a mochila para aquela trilha, praia paradisíaca ou cidadezinha charmosa que você tanto quer! E, para isso, aqui vão as dicas para viajar barato pelo Brasil.

10 DICAS PARA TRILHEIROS INICIANTES

1. Reveja as Suas Prioridades

Se viajar é o que você quer, então é hora de priorizar isso para se adequar ao orçamento. Primeiro, saiba para onde o seu dinheiro vai todo mês. Você pode fazer uma planilha de gastos no computador, ou optar pela moda antiga e anotar tudo num caderninho.

Desde que saiba que importante é que você registre em algum lugar com o que você gasta, como mercado, transporte, despesas da casa, plano de saúde, saídas, etc.

Uma vez que você já sabe para onde tem ido o seu dinheiro, é hora de estabelecer o que é essencial. É possível reduzir os gastos no mercado? Você precisa mesmo sair o tanto de vezes que sai no mês?

Priorizar a viagem se trata, também, de cortar algumas coisas mais supérfluas da sua vida. Pode parecer difícil, mas se você ama viajar, assim como eu, vai perceber que conhecer os lugares e viver novas culturas é uma recompensa mais que válida.

2. Viajar Pelo Brasil – Hospedagem

Esse é o tópico que tanto assusta os aspirantes a viajantes, e uma vez desvendado esse mistério, pode colocar o sorriso no rosto e a mochila nas costas para se aventurar pelo país.

Quartos de hotel e de pousada podem, de fato, ser um tanto quanto custosos, mas eles não são a única opção de hospedagem numa viagem.

Uma opção que me agrada muito é o Airbnb, e que eu uso bastante. Para usar é bem simples, basta acessar o site ou baixar o aplicativo, e pesquisar a cidade que você pretende ir, com as preferências que desejar.

O Airbnb costuma ser mais barato que quartos de hotel, podendo ser o aluguel de um quarto na casa de uma pessoa, um kitnet, dentre outras opções que você pode escolher. É seguro, e se houver algum problema durante a estadia, tem como avaliar o anfitrião e reportar qualquer coisa.

Caso você queira viajar de graça, existem algumas plataformas que te auxiliam nisso, mas você pode perder alguma privacidade ou abrir mão de algumas coisas.

O couchsurfer, por exemplo, tem a ideia de que você empreste o seu “sofá” (que pode ser realmente um sofá ou um quarto, depende) para o visitante dormir.

Essa é uma maneira mais comum para viajar internacionalmente, mas também funciona a nível nacional. A parte boa é que você vai ficar com locais e pode aproveitar algumas dicas de roteiros do lugar, além de poder fazer boas amizades.

Já no Worldpackers, você trabalha cerca de 4h por dia em alguma coisa que o hostel precise, e recebe a hospedagem em troca. Assim, os trabalhos são variados, pode ser em reforma, pintura de parede, recepção, jardinagem, limpeza… Dessa forma você divide o quarto com os outros trabalhadores do lugar, que também é uma ótima forma de fazer amizades.

3. Transporte Viajar Pelo Brasil

Agora que você já sabe o seu destino, e onde vai se hospedar, é hora de saber como chegar lá. E existe a possibilidade de você chegar de graça!

Segundo a constituição, todo cidadão brasileiro tem direito a viajar num dos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), desde que haja disponibilidade de vagas e destino ao lugar requerido.

Para viajar em território nacional, basta acessar o site da FAB e se inscrever pelo Correio Aéreo Nacional da localidade onde deseja embarcar. Para saber se a sua cidade, ou alguma cidade próxima, está na lista, basta clicar aqui.

Uma alternativa para quem viaja de ônibus, é usar o aplicativo Buser, que promete viagens com 60% de desconto. A ideia é que você encontre pessoas interessadas em fazer uma viagem com destino e data, assim, em vez de comprar passagens individuais, as pessoas fretam um ônibus inteiro.

Quanto mais pessoas viajarem, mais barato fica para cada um. O próprio app cuida da contratação do motorista e do veículo.

Outra opção de transporte são as caronas. No facebook existem diversos grupos de carona, você pode procurar um da sua cidade ou região, participar do grupo e começar a procurar o transporte. Existem também aplicativos de carona, como o BlaBlaCar e o Waze Carpool.

Se você prefere ir com o seu carro e tiver um ou mais assentos vazios, saiba que as caronas também são uma opção. Isso por que, além de ajudar alguém a chegar ao seu destino economizando, você também economiza um pouco, já que o carro está indo para o lugar, com ou sem aquele assento ocupado.

7 DICAS PARA MULHERES VIAJANTES DE CARRO

4. O Que Fazer

Geralmente o ponto alto das viagens são as atrações turísticas. Então para auxiliar nisso, você tem, por lei, direito a meia entrada em teatros, cinemas e eventos culturais, educacionais, científicos, esportivos e de lazer caso você faça parte de algum dos seguintes grupos:

  • Estudantes;
  • Idosos;
  • Pessoas com deficiência;
  • Jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes (Lei Federal 12.933/2013);
  • Alguns estados têm descontos para alguns profissionais, como professores, você pode pesquisar quais, dependendo do estado em que você vai fazer a viagem;
  • Doadores de sangue, basta apresentar carteira de doador e RG, além de fazer um mínimo de três doações de sangue no prazo de um ano.

Esse último tópico é uma opção muito interessante, já que a maioria das pessoas pode doar sangue. E como no Brasil apenas 1,6% da população é doador, esse foi o método encontrado para incentivar os cidadãos.

Quanto aos pontos turísticos, sempre pesquise os preços. Tente fazer o máximo de coisas gratuitas que puder, e, se não couber no orçamento todas as atrações pagas, procure saber mais sobre os lugares e priorize os que forem mais interessantes para você. Assim, não fica aquela sensação de que o dinheiro foi gasto em vão.

Em algumas atrações, existe um dia da semana em que o valor é mais em conta, ou até em que o valor de dias comuns para fins de semana e feriados muda. Então procure se informar no site da atração, página do facebook, perfil do instagram ou até ligando pra lá mesmo.

5. Transporte Durante a Viagem

Esse tópico é sobre como você vai se locomover dentro da cidade. Então, se você estiver indo a cidades maiores, com alguma organização, talvez valha a pena apostar no transporte público.

Não precisa nem ser no trajeto inteiro, se a atração for muito longe você pode, por exemplo, pegar um ônibus ou metrô até um lugar mais próximo, e de lá pedir um carro. Ou uma outra opção para as cidades maiores são os apps de carona.

No caso dos carros particulares e táxis, é importante ter mais de uma opção de aplicativo instalado no celular, assim você pode comparar os preços e optar pelo mais barato. Além disso, você pode pesquisar em sites de cupons e utilizá-los para ter desconto nos aplicativos.

No caso de cidades menores, descubra como os moradores se locomovem, talvez você consiga fazer a maioria das coisas a pé, alugando uma bicicleta ou chamando um moto táxi.

6. Viajar Pelo Brasil – O Que e Onde Comer

A menos que seja extremamente importante para você comer em lugares caros, prefira comer em casa. Aliás, se você se hospedar pelo Airbnb, provavelmente terá acesso a cozinha.

Então descubra um mercado próximo e busque comprar algumas coisas para comer enquanto estiver em casa e lanches para levar nos passeios.

Já no caso de lugares que dão o café da manhã, faça essa refeição. Se você não curte comer logo que acorda, tente levantar um pouco mais cedo, assim, você se alimenta bem e economiza algum dinheiro que pode ser usado para passeios.

7. Para Estudantes ou Jovens de 15 a 29 Anos

Uma dica para os estudantes: andem sempre com a carteirinha de estudante ou o documento que for aceito como comprovante, e que usem. Existem lojas e alguns estabelecimentos dão desconto se você apresentar a carteirinha, então não custa perguntar se tem desconto para estudante, você só tem a ganhar!

Além disso, não é só durante a viagem, se for fazer compras em livrarias, papelarias, rodoviárias… Pergunte, esse dinheiro economizado já pode ser investido em viagens.

Agora para os jovens de 15 a 29 anos (não só estudantes) que pertencem a famílias com até 2 salários-mínimos mensais, existe a ID Jovem, que garante meia-entrada em eventos artísticos, culturais e esportivos, como teatros, shows, cinemas, museus, etc.

Além disso, são reservadas duas vagas em cada viagem num veículo, comboio ferroviário ou embarcação do serviço convencional de transporte interestadual de passageiros. Para garantir o benefício do transporte, é bom reservar as passagens com antecedência.

Para mais informações sobre esse benefício, acesse o site do ID Jovem.

Assim, com essas dicas, você vai conseguir viajar muito mais barato e conhecer esse nosso Brasil lindo e cheio de atrações incríveis. Então comenta aqui em baixo quais dicas você mais gostou e se tiver mais alguma, pode compartilhar!

E aí, qual vai ser a sua próxima viagem?

Dicas tirar fotos instagram  - Beth e Nina Dog

Você viajou para um lugar lindo, ensaiou as melhores poses, fotografou tudo e já até pensou em como organizar as fotos no seu Instagram, mas chegou na hora de postar as fotos e elas não retratam a beleza da viagem em si? 

Se você se identifica com essa situação, acredite: você não é o único. Mas aqui vai uma boa notícia – esse post está recheado de dicas que te ajudarão a tirar as melhores fotos incríveis de viagens para o seu Instagram!

Antes de tudo, você sabe como investir na fotografia? E não, não é só sobre comprar lentes e acessórios caros, e sim entender melhor os aspectos da fotografia, tanto na parte teórica, quanto na parte material. Em ambos os casos, você pode investir de forma efetiva gastando muito pouco ou nada!

Investindo na Teoria – Aproveite o Instagram

Araripe - Ba
Araripe- BA

Se você já segue perfis de viagem e presta atenção nas fotos que outras pessoas postam, você está investindo em conhecimentos de fotografia. Afinal, saber do que você gosta numa foto é essencial na hora de fazer o clique perfeito, então use o Instagram ao seu favor!

Sejam retratos ou paisagens, analise as fotos que te agradam. Veja de onde vem a luz, como a imagem se distribui na tela, se tem algo particular que chama a atenção, como a pessoa se posiciona em relação ao lugar e à luz, observe as poses e tudo que te faz gostar da imagem. Você pode até pesquisar o destino da sua viagem e ver como as pessoas tiram fotos lá. A ideia não é copiar as fotos, mas buscar alguma inspiração.

Existem milhares de cursos de fotografia disponíveis na web, dos mais variados preços e com os mais variados focos. Eles são de fato, muito interessantes, mas se por enquanto eles não são uma opção, não desanime!

Com a quantidade de informação disponível online, não falta material e dicas como essas aqui, que podem te ajudar a fotografar muito melhor. Um conselho muito importante em relação a essas dicas é coloca-las na prática. Experimente tudo, veja o que funciona para você, e se não funcionar, você sempre pode pesquisar um pouco mais!

Investindo na Prática – Conhecendo o seu Equipamento

Antes de pensar em comprar mil e uma coisas para usar nas fotos, é essencial que você conheça o que já tem em mãos, assim você poderá usar o máximo do que o seu equipamento pode oferecer. Então, aqui vão algumas dicas de como aprimorar os seus cliques de viagem para o Instagram sem precisar trocar o dispositivo!

Cuidados Com As Lentes

Estar com tudo limpinho é essencial. Comece limpando a câmera, o celular, por exemplo, é um dispositivo que fica em constante contato com as nossas mãos, e daí podem surgir marcas de dedos na lente.

Uma lente suja resulta numa foto embaçada. Para limpar a lente, use o pano mais macio que você encontrar, fazendo movimentos circulares e evitando apertar. O ideal é ter uma flanela reservada para isso, mas você pode usar uma camiseta.

Se a lente do celular ou câmera estiver arranhada, a foto pode sair embaçada mesmo depois de limpar. Então, tente usar capinhas protetoras ou case, no caso da câmera, e sempre evite deixar o dispositivo próximo a objetos pontiagudos, como chaves ou canetas.

Armazenamento e Bateria

Parece uma dica boba, mas é sempre bom estar atento. Para evitar imprevistos, na noite anterior ao passeio, se certifique de que a bateria do dispositivo esteja cheia e, se você tiver uma bateria extra ou um daqueles carregadores portáteis, leve com você.

Quanto ao armazenamento, verifique se tem o suficiente para fazer as fotos e vídeos que você deseja – quanto mais espaço, melhor. Caso não tenha, você pode apagar alguns arquivos e aplicativos que não usa ou que possam ser reinstalados depois da viagem. Ou transferir os seus arquivos para um computador ou para a nuvem.

Encontre o Cenário Ideal Para a Foto do Instagram

Agora que a lente está limpa, os cuidados estão em dias, a memória está livre e a bateria cheia, é hora de escolher o cenário para a sua foto! Cuide muito bem do que vai aparecer em sua foto de viagem. Tanto em ambientes urbanos quanto naturais, se certifique de estar a uma distância boa para enquadrar o que você quer fotografar por inteiro.

Se não for possível, tente se abaixar e fotografar de baixo para cima. Sempre prestando atenção em todos os detalhes que aparecem na sua foto. Uma praia limpa fica muito mais bonita, inclusive na foto. Então, se houver lixo no seu cenário, você pode recolher e colocar numa sacola, mesmo que você não tenha sujado. Assim, além de garantir uma foto linda, você ajuda a preservar o meio ambiente.

Iluminação é Tudo

Eu sei, sim, você já deve ter se cansado de ouvir isso. Mas o fato é que uma boa iluminação faz toda a diferença. O ideal é sempre utilizar uma luz natural e se for necessário fotografar de costas para a luz, evitar que as pessoas ou objetos saiam “faltando pedaços” por causa da luz.

O flash é um recurso para ser utilizado somente em último caso, já que ele pode deixar a imagem um pouco artificial. Em ambientes com pouca iluminação, tente configurar a câmera de acordo com as próximas dicas antes de ligar o flash.

Tome cuidado com sombras indesejadas. Numa selfie, por exemplo, tenha cuidado para que a sombra do seu braço não cubra parte do seu rosto, a não ser que essa seja a sua intenção.

Investindo na Prática – Configurando a Câmera

O modo automático da câmera realmente salva vidas quando se trata de adaptabilidade, mas se você quer algo mais específico, entender um pouco e configurar a câmera ou celular manualmente fará com que as suas fotos para o Instagram fiquem ainda melhores.

ISSO (International Standarts Organization)

ISO é uma medida que indica a sensibilidade do equipamento à luz. Quanto maior, mais luz é percebida pelo sensor da câmera, o que pode deixar a imagem granulada e/ou com a luz estourada. Por isso, configure o aparelho levando em conta a iluminação local, quanto menos luz, maior deve ser o ISO.

Velocidade do Obturador

De forma bem simplificada, é a velocidade com que a imagem é fotografada. Ou seja, uma velocidade alta permite congelar objetos em movimento, ideal para fotografar viagens que envolvam esportes ou animais e crianças. Uma velocidade mais lenta aumenta a chance de borrões na foto, pois fotografa uma pequena trajetória.

Grades da Câmera

Talvez você não saiba, mas um método que ajuda muito no enquadramento da imagem são as grades da câmera. Esse recurso está disponível na maioria das câmeras e celulares, e pode ser ativado nas configurações. 

Com as grades, você pode alinhar a imagem para dar destaque a algo específico, se atentar à simetria da foto e à linha do horizonte. Essa regra é válida tanto para fotos do lugar quanto retratos, ajudando bastante a evitar cortar o topo da cabeça ou cabelo e os pés da fotografia.

Edição de Imagens para o Instagram

Não são só aplicativos pagos que fazem boas edições. Existem diversas opções disponíveis na loja do seu smartphone, mas se você prefere não baixar um, pode usar o próprio Instagram. Ajustar o brilho e o contraste ajudarão a balancear a sua foto, enquanto a temperatura pode dar um aspecto ensolarado. 

Estrutura e nitidez servem para melhorar a nitidez da foto, mas tenha cuidado para não deixar muito granulado. Existem várias funções e é importante ir testando, pois cada imagem pede um tratamento diferente.

Criatividade é o Forte do Instagram

Dicas tirar fotos instagram - Beth e Nina dog

Por fim, mas não menos importante, use a sua criatividade! Teste diferentes ângulos e enquadramentos, de longe, de perto… Use os conhecimentos que você adquiriu sobre fotografia na prática, e você logo verá que as fotos ficaram cada vez melhores. Vá testando com diversos equipamentos, mas importante é começar com o que você já tem, até mesmo seu celular, uma foto incrível vai além de uma câmera profissional, coloque sua criatividade pra fora.

DICAS DE COMO TIRAR FOTOS SOZINHA

INSTAGRAM: BETH CRISKO | NINA DOG

O que você precisa saber antes de ir para uma trilha

Beth na Trilha - Chapada Diamantina
Chapada Diamantina

Quem já teve a oportunidade de estar em contato com a natureza, sabe o quão gratificante e maravilhoso isso pode ser. E as atividades de caminhada, como trilha e trekking, são um jeito de intensificar esse contato, de forma prazerosa e gratificante. 

Aqui no blog você pode encontrar um post com dicas que te ajudam a distinguir entre trekking, trilha e hikking, você pode conferir. Mas o post de hoje é dedicado aos iniciantes. Então aqui vão as dicas para te auxiliar a aproveitar o máximo dessa aventura. 

Faça uma pesquisa sobre a trilha

Saiba os detalhes da trilha que você está planejando fazer, se necessário contrate um guia. Alguns dos roteiros aqui do blog tem o contato de guias locais que eu recomendo. Cheque a previsão do tempo e se prepare. O ideal para os iniciantes é fazer trilhas durante o outono, que tem temperaturas mais amenas. Não se esqueça de que em lugares altos a temperatura pode cair um pouco. Talvez seja bom levar um casaco. Comece com trilhas de curtas.

Informe os seus planos

Antes de embarcar na aventura, avise os seus amigos e parentes do seu cronograma de viagem e onde você está. Nem sempre é possível ter sinal em trilhas, então é essencial avisar antes para o caso de alguma emergência.

Saiba o que levar na mochila

Como você está começando agora e caminhar demanda algum esforço, tudo o que você não precisa é de uma mochila pesada e cheia de coisas desnecessárias. Leve sempre um kit de primeiros socorros básico.

Ainda sobre a mochila

Sempre se lembre de levar uma lanterna e algo que te ajude a se localizar (mapa, GPS, celular – leve mais de um método, caso algum falhe), por precaução e mesmo que esteja de dia.

Vista-se adequadamente para a trilha

Então use roupas leves, que não dificultem o movimento e te permitam suar. Existem botas adequadas para trekking que possuem uma boa aderência e são um bom investimento. Se a trilha for mais curta você pode usar tênis esportivos, desde que sejam antiderrapantes. 

Esteja preparado e seja paciente

Alongue-se antes e depois da trilha para evitar lesões musculares e respeite os seus limites. É importante começar por uma trilha de dificuldade leve e para se conhecer melhor, e depois você pode ir aumentando conforme a sua experiência.

Hidrate-se e reponha as energias!

Leve água o suficiente para todo o percurso, sem exageros. Conforme você for bebendo a água, a mochila ficará mais leve e você mais hidratado. Leve também lanchinhos leves, como frutas, barrinhas de cereal ou biscoitos. Caminhar após comer coisas pesadas pode ser desconfortável, do mesmo modo que não se deve fazê-lo com fome.

Lembre-se de que na trilha você estará em meio à natureza

Um ambiente comum costuma ter insetos, então é bom usar repelente. Prefira as roupas que cubram mais o corpo, principalmente as pernas. Pois isso te protege tanto dos insetos quanto de pequenos arranhões por conta das plantas.

Cuide do meio ambiente

Essa é uma espécie de código de etiqueta importantíssimo para quem faz trilha, não polua o lugar. Assim, sacos plásticos não podem faltar na mochila, e você carrega o seu lixo com você, para descarta-lo após a atividade.
Aliás, regra básica em qualquer lugar do mundo, jamais deixe resíduos em uma trilha, não escreva em pedras. 

Aproveite o momento!

Agora que você já cuidou de tudo, relaxe e aproveite o momento, pois é uma energia maravilhosa! Ande atentamente e com cuidado, mas evite tensão e mantenha o pensamento positivo.

PRESERVE A NATUREZA, RECOLHA SEMPRE SEU LIXO!

ENTENDA A DIFERENÇA

Com a crescente popularização dos adeptos a um turismo um pouco mais esportivos; nós acabamos por entrar em contato com alguns termos novos, por vezes termos técnicos. Tais termos trazem alguma confusão na hora de diferenciar as atividades realizadas. 

Um exemplo comum são as expressões trekking, trilhas e hiking ou caminhada, que são comumente ouvidas, mas nem sempre compreendidas. E ao fim desse post, você vai conseguir distinguir entre elas. A fim de saber quais tipos de preparo e equipamentos a atividade que você vai realizar requer.

GPS DISPONÍVEIS PARA ANDROID E iOS

Atualmente com a facilidade de termos um celular à mão, que nos possibilita ter num só aparelho acesso a lanterna, telefone, internet, serviços de banco, etc., também facilita na criação de aplicativos, e não é à toa que existe tanta variedade nas lojas de cada sistema operacional. Então esse post vem trazendo 7 aplicativos para localização, e você pode escolher o que te atender melhor.

Tábua de marés Beth e Nina Dog em Santa Cruz de Cabrália
Santa Cruz Cabrália -BA

Sabe quando a gente marca aquela viagem para um lugar maravilhoso com piscinas naturais, se planeja direitinho, checa o clima do lugar, marca data para os roteiros, tudo perfeito… mas chegam o dia e o horário marcados e a maré não tá ideal para o passeio? Então, para isso existe a tábua de marés, que é uma ferramenta muito importante para decidir o horário dos passeios, e saber como estará o nível da maré.

CURTINDO A PRAIA DE ARAKAKAÍ

Já que algumas pessoas tem dificuldade em usar a tábua de marés. Aqui vai um guia para dar um help principalmente em destinos no Norte e Nordeste do Brasil, ou para viagens internacionais na zona tropical – que é a zona entre os trópicos – é recomendável seguir a tábua de marés, já que os níveis mínimos e máximos costumam ser bem definidos.

1. Entrar no site da tábua de marés

Você pode usar o que achar melhor, testar alguns, mas para quem tá começando agora eu a página da Climatempo, que é bem intuitiva e simples de usar.

2.Encontrar o porto mais próximo do seu passeio

A listagem de portos está organizada por estados, então é só encontrar o seu estado (local de sua viagem) e daí achar o porto mais próximo à praia, e colocar a opção no site.

Logo após, é só você colocar o mês da sua viagem e aparecem sempre duas marés mínimas e duas máximas para cada dia.

3. Decifrando as marés

Como eu disse acima, são listadas 4 marés por dia, com intervalos de um pouco mais que 6 horas, então a cada dia os níveis ocorrem cerca de 35 min mais tarde que no dia anterior.

Nos dias em que a maré está igual ou menor que 0,5 (quanto mais baixo melhor), é bom chegar à piscina natural cerca de 1h ou 1h30 antes do nível mínimo e ficar até no máximo 1h depois do horário do nível mínimo.

Tábua de marés Beth na praia de coroa vermelha
PRAIA DE COROA VERMELHA

NÃO ir às piscinas naturais:

  • Em época de lua minguante ou crescente, já que a maré não seca o suficiente;
  • Em dias que a maré baixa acontece próximo ao fim do dia; já que não terá tempo o suficiente para aproveitar o passeio com luz do sol;
  • Se acaso o nível mínimo estiver acima de 0,5m;
  • De abril a julho o risco de dias chuvosos ou nublados é maior, as piscinas não ficaram tão bonitas.

Ir às piscinas naturais:                            

  • Durante as luas nova ou cheia, quando a maré baixa acontece de manhã;
  • Em dias que a maré baixa acontece no meio da manhã, não muito cedo, já que com a luz do sol as piscinas ficaram mais bonitas;
  • Nas semanas em que o nível da maré estiver mais próximo de zero e respeitando o intervalo de permanência indicado acima.
E AFINAL DE CONTAS PRA QUE SERVE A TÁBUA DE MARÉS?

O.B.S.: Esta dica serve para apreciadores da natureza, orientar pescadores, pessoas que curtem mergulhos, e os amantes da fotografia.

Todo mundo sabe que viajo sozinha e que amo fotografar, umas das minhas paixões. Então hoje vou dar dicas para quem viaja sozinho e quer ter aquelas fotos maravilhosas parecendo que teve um fotógrafo particular rsrs

Acorde cedo

Praia de Algodões/ Península de Maraú BA

Uma dica infalível é acordar cedo, primeiro que os lugares geralmente estarão vazios e você não vai precisar disputar lugar, então a paisagem é toda sua, e segundo que a luz natural é a melhor para as fotos, principalmente a da manhã, que tem um ângulo melhor de iluminação. Então o melhor horário pela manhã é a “hora dourada” (antes das 9am) e no finalzinho da tarde (após as 4pm).

Ademais, de bônus, começando o passeio cedinho você aproveita melhor o dia!

Equipamentos Adequados para Fotos

Caraíva

Pau de selfie, tripé (vários tamanhos), cartão de memória bem espaçoso, capinha à prova d’água, muitos acessórios GoPro e por aí vai. Se acaso onde você mora não tiver esses acessórios para vender, vale pesquisar um pouco na internet, tem uns kits bem interessantes.

GoPro

GoPro direto no chão virada para cima disparo automático

Para os viajantes solo e que curtem aventuras, esporte radicais, a GoPro é uma câmera bastante indicada, inclusive por causa do seu tamanho e da facilidade para carregar. Então nesse caso a dica é usar e abusar dos recursos que essa maravilha oferece, como o temporizador e o disparo contínuo (ela permite que você tire fotos em até 0,5 segundos!), debaixo d’água, em movimento. Isso pode, é claro, ser aplicado para outros dispositivos que tenham essas configurações, já que hoje em dia a maioria das câmeras e celulares possuem – inclusive é importante saber do que a sua câmera é capaz para poder fazer o melhor uso possível e aproveitar o máximo que ela te oferece!

Olhar Apurado/ Fotográfico

FOTOS Itacaré – BA (câmera Nikon semiprofissional)
Itacaré – BA (câmera Nikon semiprofissional)

Se você acha que não tem aquele olhar para fotos, ou mesmo se tem, é sempre bom estudar sobre o assunto para melhorar. Então pesquise sobre, veja vídeos sobre fotografia e até salve algumas fotos e poses que você gosta para se inspirar, você pode usar o Instagram e o Pinterest para isso, e até criar pastas com fotos de inspiração. Pois nessas fotos você vai reparar na posição da pessoa, estilo da foto, o ângulo, a pose, o cenário…

Existem vários diversos cursos online gratuitos de fotografia, e de edição para fotografias, e é algo que também faz toda a diferença nas imagens.

Capriche Nos Ângulos das Fotos

FOTOS Prainha/ Serra Grande BA (GoPro 5)
Prainha/ Serra Grande BA (GoPro 5)

Todos nós sabemos, ou pelo menos já ouvimos falar, que tem aquele ângulo certeiro que faz maravilhas, não é? rsrs, mas para não ficar com as fotos todas parecidas, é bom fotografar de vários ângulos diferentes para ter opções de escolha depois – de baixo para cima, de lado, de costas, até de cabeça pra baixo – e de repente uma foto que você nem imaginava que podia sair boa se torna a melhor da viagem inteira. Outra dica é tirar fotos em movimento, elas rendem um efeito bem legal e espontâneo. No caso das selfies é bom escolher um fundo legal e tomar cuidado com o que vai aparecer no seu cenário, outra coisa é a luz, como eu já falei antes a natural é a melhor, então faça o teste antes na câmera em quais lados a iluminação fica melhor e é só começar a sessão de fotos.

Peça Ajuda de Outra Pessoa

FOTOS Santo André / BA  (Nikon semi profissional)
Santo André / BA (Nikon semi profissional)

A principal dica aqui é ser simpático e observar pessoas que estão com equipamentos legais e que pareçam gostar de fotografia. Pois elas provavelmente saberão tirar as fotos como você quer. Não precisa ter vergonha de pedir ou de que a foto não saia boa. Então posicione a câmera no ângulo que você escolheu e peça a alguém apenas para apertar o botão quando você se posicionar rsrs. Aliás, de preferência peça (sempre com educação) para tirar mais de uma foto, por garantia. Além disso, você pode retribuir o favor perguntando se a pessoa também quer que você tire algumas fotos para ela, ou até ter essa iniciativa de perguntar quando ver pessoas viajando sozinhas ou em casal, assim também acaba fazendo amizades.

DICAS EXTRAS PARA AS FOTOS:
  • Fique atento a tábua de maré quando for fotografar paisagens como mares e rios, com maré baixa alguns lugares ficam visualmente mais bonitos para uma boa imagem.
  • Veja sempre a previsão do tempo local, caso tiver nublado ou chovendo aproveite algum ambiente que seja coberto e não dependa de clima. E nublado você pode fazer as fotos no horário que passei acima, e depois editá-las.
  • Tenha sempre em mãos baterias extras, ou o powerbank (carregador portátil).
  • Veja constantemente fotografias que te você gosta, que se identifique, salve-as em uma pastinha essas imagens para te inspirar no seu próximo clique. Recomendo o PINTEREST

Fotografar é eternizar momentos!

A vida é feita de escolhas e eu escolhi viajar!

DICA 1: Revisão do Carro

Essa dica pode parecer óbvia, mas o primeiro passo antes de viajar de carro é revisar o carro (risos), é essencial se certificar de que nada dará errado durante a aventura sobre quatro rodas.

Tem várias coisas a se observar no carro para a revisão, alguns exemplos do que você realmente precisa saber são a calibragem e condições gerais dos pneus (inclusive o estepe), nível de água do radiador e para-brisas, alinhamento e balanceamento, a quantidade de óleo, que pode ser checada no manual do proprietário, bateria, velas (a gente quase nunca pensa nelas), faróis, freios e alguns outros.

Ah, e não espere a gasolina zerar para abastecer, pois as vezes tem trechos enormes de estrada sem postos.

Além disso, outra coisa importante é aprender como trocar um pneu, a dica para nós mulheres é usar o peso do corpo (em pé, e não agachada) para as partes em que precisa fazer muita força.

Importante ter um pequeno conhecimento mecânico do seu carro, então leia o manual, veja vídeos, procure informações com mecânico…

2. Faça um Planejamento dos Roteiros

Muito importante: comece traçando os lugares que vai passar, os pontos turísticos e onde eles ficam, ideias de roteiros para cada dia, reservas de hospedagem. Você pode anotar isso no celular, computador ou onde achar melhor, mas nesse mundo tecnológico cuidado nunca é demais, é importante ter um rascunho no papel, para em qualquer imprevisto ter essas informações em mãos.

Então vem a parte mais difícil para muitas – a mala, afinal o que levar? Quando a gente já sabe o roteiro facilita nessa hora e checar a previsão do tempo é essencial, então você pode planejar a viagem já sabendo mais ou menos o que vestir para cada programação. Em caso de viagens de carro é bom levar algumas peças de roupa extra, já que você pode encontrar alguma coisa legal fora do roteiro e que valha a pena, como uma cachoeira na estrada ou um vilarejo charmoso.

Ademais, outra coisa que não pode faltar é a farmacinha (principalmente se tiver crianças na viagem), faça uma lista com antecedência de remédios que você use ou que possa precisar, como analgésicos, antieméticos, etc.

DICA 3: Documentos/Telefone em Mãos

Os documentos são outra parte em que se precisa ter muito cuidado, você depende deles para muitas coisas. Então checar se os documentos do carro estão em dia, fazer talvez um checklist com tudo que é necessário: habilitação, RG, CPF, carteira do convênio ou do SUS caso possua, cartões de crédito, número seguradora, e ainda se certificar de ter internet no celular, telefones de emergências e de pessoas conhecidas – esse também é importante ter num papel, nunca se sabe.

Outra ideia interessante é deixar sua rota e planos com uma ou duas pessoas de sua confiança.

4. Aplicativos e acessórios que fazem a diferença

Os meus queridos companheiros numa viagem de carro são o Waze, Spotify, Airbnb e Whatsapp. E para aproveitar ao máximo os apps, temos que nos lembrar de deixar o celular carregado, além disso, levar o carregador para carro/bateria extra e checar o seu pacote de internet.

E uma vez que toda boa viagem tem uma trilha sonora, é bom deixar a playlist no seu celular (Spotify) ou até no USB com suas músicas preferidas já preparadas e prontas para tocar (afinal, não dá pra dirigir e ficar escolhendo a música o tempo todo).

Waze é o meu GPS preferido, que faz a diferença na localização e o Airbn faz a diferença também na hospedagem até em questões de economia.

5.Calculo de gastos

Faça um cálculo com todas as possíveis despesas em relação ao trajeto, pedágios, gasolina e tudo que for relacionado à viagem. Além disso tenha sempre dinheiro em espécie em mãos, e se possível alguns trocados também, eles podem facilitar nos pedágios.

6.Levar Comidas e Bebidas

Mesmo que você tenha planejado um lugar para comer na estrada, é bom levar alguns lanches e bebidas para evitar surpresas.

7.Mude a rota

Eis que você seguiu todas as dicas, fez várias listas e se planejou toda para a viagem, mas surgiu um imprevisto. Beth, o que eu faço? Bom, antes de qualquer coisa, tenha paciência. A gente pode ser a pessoa mais precavida e cuidadosa do mundo, mas não pode controlar os acontecimentos. Então ser flexível nesse caso é muito importante, por que uma estrada interditada, por exemplo, pode te levar a um caminho lindo que já pode inspirar a próxima viagem.

DICA EXTRA:Viajando com Dog

No meu caso eu viajo com dog, e por isso requer mais atenção, igual a uma criança. Então tenha cadeirinha no carro, leve ração, água, carteirinha vacina, farmacinha (caso precise), tenha os telefones de emergência em mãos também, leve coisas para distrais, os brinquedinhos e a cama do dog e programe algumas paradas, vai ser necessário.

Clique aqui para mais algumas dicas de transporte dog, vale a pena dar uma olhada!

dica - foto Beth e Nina Dog no carro
Que a minha loucura seja perdoada, porque metade mim quer viajar e a outra também.

Dirija com cuidado, boa viagem!

BETH E NINA DOG TE DÃO 5 MOTIVOS PARA VIAJAR SÓ

MOTIVO Nº1 – DESTINO COMO FOCO.

✔ O foco está na viagem e não nas pessoas. Podendo assim absorver muito mais do destino que escolheu. Ou seja, observando culturas e tradições. Assim você poderá se CONECTAR de forma única, que seria mais difícil de fazer acompanhado.


2 – TER LIBERDADE.


✔Você decide como/quando será seu roteiro. Isto é, a maneira que preferir e o tempo que achar necessário. Então VOCÊ tem total autonomia sobre sua viagem. Pode mudar seu planos a hora que preferir, pode passar por tal lugar ou até se encantar por outro… Pode se desviar do caminho inicial! Afinal, não vai ter ninguém para te atrapalhar. 


MOTIVO Nº3 – CONTROLE DE GASTOS


✔ Viajando sozinho você tem uma grande vantagem que é ter o CONTROLE FINANCEIRO. Você pode economizar comendo aquele biscoito ou fruta do mercado, um lanche sentado na calçada ou mesmo comer naquele restaurante badalado. Além disso, pode optar por uma hospedagem mais em conta, pode escolher um passeio mais em conta (ou não). Enfim, você terá total domínio sobre o quanto quer gastar na sua viagem. 


4 – VIVER EXPERIÊNCIAS INTENSAS
✔ Quando estamos acompanhados… O foco normalmente é direcionado ao grupo, algo natural. E assim, geralmente nos privamos de dar atenção a outras pessoas. Pois ao viajar sozinho você vai acabar obtendo situações onde será necessário interagir com outros grupos e com outras pessoas. Desse modo, a experiência se torna muito mais INTENSA, raramente você estará sozinho. Certamente encontrará outras pessoas que também viajam sozinhas. E dessa forma acabará fazendo amizades inesperadas e muito gratificantes, que podem ficar para o resto da vida. 


5 – MELHORAR SUA VERSÃO.


✔ Quando você se aventura pelo mundo sozinho vai precisar enfrentar a si mesmo. Então vai lidar com sua própria companhia e sempre se questionará. Viajando acompanhado você até vai se divertir, mas acabará muitas vezes estreitando laços. Enquanto isso, ao viajar solo você estará sempre se redescobrindo.

BETH - MOTIVO PARA VIAJAR SÓ

Vai MELHORAR SUA VERSÃO a cada nova viagem. Vai perceber o quanto você é uma pessoa INCRÍVEL e EXTREMAMENTE CORAJOSA.

VOCÊ TAMBÉM VIAJA SÓ? 

CONFIRA 7 DICAS PARA VIAJAR MUITO BARATO PELO BRASIL

NOS SIGA NO INSTAGRAM: BETH CRISKO | NINA DOG

Minha estadia em Itacaré me proporcionou diversas aventuras, inclusive com a , mas, além disso, me proporcionou a vista do pôr do sol em diversos pontos da cidade. Estes foram os lugares que mais me encantei:

Mirante do Xaréu

Chegar ao Mirante do Xaréu é bem fácil, está localizado ao lado esquerdo da Praia da Concha. É bom chegar mais cedo para garantir um lugar melhor, pois como é um dos pôr do sol mais bonitos de Itacaré,, enche de turistas. E, se não quiser ficar na areia, alugar uma prancha de stand up paddle é uma ótima opção.

Praia do Pontal

Apesar de ser uma praia mais perigosa para banho, por conta das correntezas, durante o entardecer se torna um lugar pacífico para admirar a paisagem. Diferente do Mirante do Xaréu, chegar a praia é um pouco mais complicado, tem que fazer uma travessia de barco, mas, é barato apenas R$ 10,00 ida e volta, saindo do porto da Praia da Coroinha.

Praia da Concha

Fiz um passeio de dia na Praia da Concha (confira no post de As praias mais populares), e voltei a noite para ver a beleza do pôr do sol. Seu forró típico à noite e a ótima infraestrutura local de quiosques permite que além de aproveitarmos o entardecer, se divertir à noite com coisas típicas baianas.

PRESERVE A NATUREZA, RECOLHA SEMPRE SEU LIXO!

NOVAS REGRAS DE BAGAGEM
NOVAS REGRAS DE BAGAGEM

Despachar bagagem pode ser uma coisa complicada, ainda mais com as novas mudanças na legislação. Então se você não quer ter aquela dor de cabeça na hora de viajar: fique atento!

Antes era fornecido despache de bagagens até 23kg em voos nacionais e 32 kg em voos internacionais, mas com as novas regras de bagagens, as companhias áreas podem cobrar pelas bagagens despachadas. Ademais, quanto a bagagem de mão, passa a ser até 10 kg na maioria das companhias.

COMO TIRAR O SEU PRIMEIRO PASSAPORTE

Essas são as regras da Gol, Azul, Avianca e Latam para uma bagagem despachada de 23kg na classe econômica. Quer viajar tranquilo? Então confere o que tem de novidade em todas essas mudanças:

Bagagem na Gol

Nas tarifas Light e Promo, nos voos nacionais, a bagagem solicitada custa R$50 por canais digitais e R$100 no balcão de check-in. Além disso, os voos internacionais possuem os mesmo valores.

Azul

Na tarifa Azul, pelos canais de call center e digitais custam R$60 e no balcão de check-in R$80 para os voos nacionais. Mas os voos internacionais tem uma tarifa que variam entre R$75 a R$110.

Bagagem na Avianca

Uma bagagem no voo nacional custa R$60 até 6 horas antes do voo. E R$100 a partir das 6 horas subsequentes até o fechamento do check-in. Mas em voos internacionais para a América latina, custa $80 até 6 horas e $100 depois. Enquanto para os Estados Unidos custa $150 antes das 6 horas e $185 depois.

Latam

Por fim, nas viagens nacionais e pelo Chile / Argentina / Equador / Colômbia / Peru as tarifas da Promo e Light exigem um custo extra para as bagagens. Quase todas as outras rotas oferecidas pela empresa, o cliente tem direito a levar uma mala.

PARA MAIS DICAS DE VIAGEM

*Valores e informações referentes a outubro/2018, esteja atento a possíveis mudanças.

dica para tirar passaporte

Mexer com documentação parece algo extremamento chato e trabalhoso, certo? Não necessariamente, pois no caso de passaporte, pode ser algo descomplicado e prático. Antes de tudo, você precisa avaliar em qual requisito você se encaixa. Primeiramente, saiba se você se aplica para documento comum, (no caso, você é cidadão brasileiro) ou passaporte estrangeiro (para não-brasileiros). Abaixo seguem os requisitos básicos e essenciais para você pegar seu salvo-conduto.

NOVAS REGRAS DE BAGAGEM

Passaporte Comum

Requisitos

  • Ser brasileiro;
  • Estar com a documentação eleitoral em dia;
  • Se for homem, é preciso estar quite com o Serviço Militar Obrigatório;
  • Não estar impedido judicialmente de sair do país;

Documentação original

  • Documento de Identificação (obrigatoriamente para maiores de 12 anos);
  • Poderá ser solicitado título de eleitor e comprovante de votação da última eleição;
  • Analogamente, para homens, poderá ser solicitado documento que comprove quitação do Serviço Militar Obrigatório;
  • Para Naturalizados, o certificado de naturalização;
  • Caso possua, passaporte anterior válido;
  • CPF;
  • Se for menor de 18 anos, deverá ser apresentada autorização própria. Saiba mais.

Passaporte Estrangeiro

Requisitos

  • Ser apátrida, cidadão de nacionalidade indefinida, estrangeiro legalmente registrado no Brasil, asilado, refugiado, país nacional não tenha representação diplomática no Brasil ou estrangeiro comprovadamente desprovido de qualquer documento.

Documentação

Os próximos passos são iguais para o comum e o estrangeiro.

Formulário eletrônico

Com todos os documentos e requisitos em dia, chegou a hora de preencher o formulário eletrônico de solicitação de passaporte. Então, você poderá fazer esse processo pelo próprio site do governo. Logo após preencher o formulário deve-se pagar o GRU (Guia de Recolhimento da União) gerado, e depois da compensação bancária é fundamental fazer o agendamento eletrônico do atendimento presencial.

Atendimento presencial

No atendimento presencial, leve todos os documentos, comprovantes de pagamentos, além disso, o boleto do GRU e a comprovação do agendamento.

Andamento do passaporte

Você pode consultar o andamento do pedido do passaporte pelo site, desse modo basta ter o número de protocolo e CPF.

Retirar passaporte

Enfim, na data prevista para retirar o documento, volte ao posto em até 90 dias após a data prevista. Se acaso você perder esse prazo, há o risco de ter o passaporte cancelado. Além disso, é indispensável levar um documento com foto, não só isso, como a retirada do passaporte só poderá ser feita pelo próprio solicitante.

Dúvidas

Por fim, para melhores esclarecimentos e/ou visualização dos documentos exigidos é só acessar o site da Polícia Federal.

Como funciona o Airbnb

Uma das maiores dificuldades em viajar é encontrar o lugar certo para ficar e com aquele preço acessível… Ademais, isso fica muito mais difícil de encontrar na alta temporada, não é? Logo após falarmos de hosteis para uma maior economia, a dica de hoje é o Airbnb.

Mas afinal, como ele funciona?

O AIRBNB é um site (aplicativo) que disponibiliza espaço gratuito para anúncio e reserva de acomodações. O site tem excelentes recursos para garantir a segurança do anfitrião e do hóspede. Já que dentro dele existem inúmeras ferramentas que são úteis para se pesquisar e achar a
acomodação ideal.

Por que usar AIRBNB e não um hotel?

A vasta opção de hospedagens permitem ao viajante escolher melhor a localização de acordo com suas preferências. Além disso, em época de temporada, não há a necessidade de passar por tantas dificuldades e encontrar preços exorbitantes ao alugar uma hospedagem.

Qual o diferencial da Airbnb?

O maior diferencial do Airbnb são as experiências! Ou seja, os anfitriões podem muitas vezes realizar atividades como um guia turístico e dar informações locais. Não só isso, como você também acaba fugindo daquele tradicional “quarto de hotel” e sua monotonia. Assim, podendo conhecer novas pessoas, culturas, histórias…
As experiências são ótimas oportunidades de conhecer a cidade como ela realmente é! E assim também você poderá participar de alguma atividade extraordinária e ainda por cima fazer
novos amigos!.

Seja um anfitrião

Seja um anfitrião no Airbnb

Não apenas hospede, você pode optar por ser um anfitrião: se na sua casa você tiver um quarto sobrando, por que não aluga-lo? Pois é uma ótima pedida para juntar um dinheirinho e realizar sua próxima viagem! Não há nenhuma cobrança para anunciar a hospedagem e o próprio site do Airbnb dá excelentes dicas de como se tornar um bom host.
Além disso, caso não tenha aquele espacinho em casa sobrando, você pode optar por ser um anfitrião de experiências e mostrar o que há de melhor na sua cidade… Para isso, é necessário ter credibilidade, autenticidade e muita empatia.

Minha experiência

Minha experiência no Airbnb

Minha primeira experiência com Airbnb foi maravilhosa! Fui recebida em duas hospedagens, na cidade de Florianópolis – SC, através do aplicativo.
O primeiro lugar em que me hospedei foi em um apartamento, o dono era um homem e foi super tranqüilo, muito educado, com bastante receptividade e sempre auxiliando com aquelas dicas sobre atividades locais.
Ademais o outro apartamento em que me hospedei foi o de uma senhora simpaticíssima e que também contava muitas histórias de suas viagens.
Além disso, eu amei as duas experiências e pretendo voltar a me hospedar pelo aplicativo.

Você conhece outras pessoas, faz novas amizades e se permite a conhecer inúmeras histórias de diferentes pessoas. Caso estivesse em um hotel/pousada, esse contato talvez pouco ocorresse.

É importante pesquisar bem a localização de onde irá se hospedar. Eu mesma acabei vendo o que havia aos arredores… Se haviam pontos de ônibus próximos, mercados na região, se era uma local seguro e de fácil acesso. Também dentro do aplicativo você pesquisa sobre o anfitrião.

Abaixo das imagens dele e da hospedagem você pode encontrar os comentários dos hóspedes. Também tem a data em que o proprietário se cadastrou. Portanto, é super seguro e confiável. No final, você dá seu comentário e também recebe os comentários dos anfitrões.

Se você ainda não se cadastrou e quer ganhar descontos, não perca tempo!

dica de hostel

O que são?

Um hostel ou albergue é um estabelecimento que oferece alojamento compartilhado e individual com um preço mais em conta. Portanto, são ideias para viajar sem muito dinheiro e garantir uma experiência única.

Antigamente um hostel era visto como apenas para jovens: mochileiros ou festeiros, mas esse conceito certamente vem se desfazendo à medida que esse tipo de hospedagem foi ganhando espaço no coração dos viajantes.

7 DICAS PARA VIAJAR MUITO BARATO PELO BRASIL

Mas por que escolher um hostel?

Primeiramente dois grandes pontos positivos são os preços mais baratos e poder compartilhar experiência com os outros hospedes.

Em um hostel, você tem a oportunidade de conhecer pessoas de diferentes culturas, e até mesmo países. Uma vez que tem pessoas diferentes que não encontraria em seu cotidiano, você tem a chance de trocar ideias, fazer novos amigos e garantir uma das melhores experiências de uma viagem: descobrir coisas novas.

Existem hostéis que oferecem a cozinha compartilhada ideal para quem quer dar uma de chef na viagem rsrs. É também uma oportunidade única de aprender mais sobre a culinária de lugares vários lugares.

Mas, e se eu não conseguir me socializar com essas pessoas? Existem eventos sociais nos Hostéis feitos justamente para integração dos hospedes, tornando a hospedagem em vários dias de diversão para todas as idades, principalmente para os adultos.

Quais são suas desvantagens?

A maior desvantagem é a falta de privacidade em quarto compartilhado, alguma pessoa pode acender a luz enquanto você estiver dormindo ou você querer ir no banheiro e ele estar ocupado.

Quarto compartilhado e individual

O dormitório compartilhado tem a vantagem de quanto mais pessoas, mais barato o preço fica. Além disso, muitos contam com cortinas nas camas para mais privacidade, luz para leitura e armários com chaves para guardar os pertences com segurança.

Já o quarto individual se assemelha muito a de um hotel, com o diferencial de ser mais barato. Mas antes de escolher um quarto individual, é sempre bom ter o cuidado de verificar o preço, que dependendo do estabelecimento, pode ficar tão alto quanto a um hotel, caso o que esteja procurando seja um lugar mais barato.

Minha experiência num hostel

Tive a oportunidade de ficar em um quarto individual e outro compartilhado e usufruir das duas experiências. No individual, tive mais privacidade para largar as coisas no quarto rsrs, mas, no compartilhado pude conhecer e interagir mais.

Como sou boa em me socializar, logo fiz várias amizades. Compartilhei experiências e histórias, troquei informações sobre viagens e dá até mesmo para fazer roteiros juntos!

____________________________________________________________________________________________________________________

Segue links de hostels que me hospedei e que indico e respectivas cidades:

Foz do Iguaçu – PR : Pousada e Hostel da Laura/Ziza

Península de Maraú – BA: Ganga Zumba

Vale do Capão – BA – Pé no Mato

Boa Viagem!

Como organizar O seu roteiro de viagem

Ter um bom planejamento para os objetivos e metas que desejamos alcançar é essencial, especialmente quando o assunto é viagem. Montar um roteiro de viagem oferece diversas vantagens como maior economia, reduz as chances de arrependimento (especialmente com hospedagem). Então você consegue aproveitar melhor os dias para conhecer pontos turísticos, entre outras.

Para ajudá-lo nisso, listei abaixo alguns passos que não podem faltar na hora de montar o seu roteiro de viagem. Veja!

7 DICAS PARA VIAJAR MUITO BARATO PELO BRASIL

Utilize algum aplicativo ou alguma ferramenta para organizar os roteiros

O primeiro passo é se organizar para que nenhum detalhe seja esquecido e, para isso, você pode usar meios eletrônicos como o Trello, a Agenda do Google, entre outros. Mas, se a sua afinidade mesmo é que o bom e velho casal papel e caneta, sem problemas. Faça a sua lista, anote todas as coisas que serão necessárias antes do grande dia.

Aqui você deve listar os mínimos detalhes como documentações, roupas apropriadas para o local e época do ano, fazer a revisão no carro, reservar a passagem com antecedência assim como a hospedagem no hotel. Todos esses e outros pontos precisam ser anotados, pois há muito que fazer e é mais seguro não deixar tudo por conta da memória.

Escolha os pontos turísticos

Já escolheu a cidade para qual viajará?

Pesquise muito sobre seu destino, frio ou calor? Tranquilidade ou agito?

Então é hora de fazer uma pesquisa sobre os pontos turísticos que pretende visitar. Liste todos eles e pesquise sobre cada um. Veja quais precisam pagar algum tipo de taxa, se é necessário pagar transporte, os horários desse transporte, entre outros detalhes.

Crie um mini roteiro, separe por turnos.

Um ponto importante também é saber, caso o local seja distante, descubra se lá há venda de alimentos. Assim, você pode se preparar melhor e levar a sua própria refeição.

Estabeleça o orçamento

Essa é uma das partes mais importantes do seu roteiro: você precisa saber até quanto pode gastar sem comprometer as contas do mês e também a sua viagem. Portanto, analise cada detalhe e a melhor opção é sempre reservar um valor com 10% a mais do que realmente é. Imprevistos podem acontecer e você precisa estar preparado.

Pode ser necessário ir ao médico ou comprar remédios que não estavam previstos. Você também pode encontrar um ponto turístico ou um passeio maravilhoso que não achou pela internet. Não dá para desperdiçar o momento não é mesmo? Então esteja sempre prevenido!

Tenha sempre um plano B para roteiro

Alguns imprevistos podem ocorrer e assim e você pode ir aprendendo a se programar melhor para eles. Por exemplo, um passeio ao ar livre pode ser estragado ou atrasado por conta das chuvas.

Estar preparado para situações como essa é uma forma de aproveitar a sua viagem mesmo com essas dificuldades.

Portanto, sempre tenha uma alternativa. Busque opções de passeios que possam ser realizados independentemente do clima.

Há um museu no local?

Talvez seja uma boa hora para aprender um pouco sobre a história e a cultura daquela cidade.

Você pode também investigar se há algum evento acontecendo como um show ou uma feira de gastronômica.

Pesquise a hospedagem

Esse é um dos pontos mais importantes da sua viagem, afinal de contas, você provavelmente quer ficar instalado em um local que tenha conforto e que não tenha um custo muito elevado. Encontrar uma hospedagem com um bom custo-benefício não é algo complicado.

Recomendo o AIRBNB,com ele tem opções de hospedagens com descontos bem mais em conta e com a mesma qualidade que um hotel oferece.

Além disso, você conta com a ajuda de diversos sites de viagem que pode ajudá-lo na pesquisa: Trivago, Decolar, Booking, etc. Há também o TripAdvisor, um site no qual você pode ver as opiniões de outros hóspedes sobre um determinado estabelecimento. Outra dica são os sites de compra coletiva como o Hotel Urbano. Você pode encontrar preços incríveis por lá, mas fique de olho nas regras!

Antes montar um roteiro, defina seu transporte

Carro, ônibus ou avião?

Outro ponto importante da sua viagem e que não pode ser deixado para a última hora, especialmente se você não pretende ir de transporte próprio. A compra de passagens deve ser feita assim que tiver a certeza do local para onde vai. Aliás, pela internet é possível encontrar passagens aéreas baratas em horários especiais, recomendo o site/aplicativo Voopter , com ele você fica atualizado com promoções diárias.

Caso viaje de ônibus, vá ao guichê ou faça a compra pelo site o quanto antes, uma ótima sugestão para pesquisa é o clikbus .

Mas se pretende viajar de carro, fazer a revisão antes de colocar o pé na estrada é essencial. Além disso, tenha sempre um número de emergência já cadastrado como contato no celular caso o veículo apresente algum problema durante o percurso. Muitas empresas de pedágio prestam o serviço de reboque nesses casos, instale em seu celular um aplicativo de GPS para facilitar, recomendo Waze.

Criar um roteiro de viagem não é difícil, mas exige atenção e muito tempo para pesquisar da melhor maneira. Comece a se planejar com antecedência, assim fica mais difícil que aconteça algo de errado como esquecer alguma documentação ou peça de roupa.

Organize a papelada

 Separe um tempo para organizar todos os documentos que serão necessários para sua viagem, inclua cópias deles e previna situações desagradáveis.

Analise se há algum documento pendente e regularize a situação o quanto antes. Deixe os papéis em um local de fácil acesso, assim facilitará a sua locomoção durante a viagem.

Para quem vai viajar com crianças tenha sempre em mãos certidão de nascimento e identidade.

Quer receber mais dicas de viagem?

ACESSE:

FACEBOOK

INSTAGRAM

BOA VIAGEM!